EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Obama visita Luisiana sob chuva de críticas

Obama visita Luisiana sob chuva de críticas
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente norte-americano terminou as férias e foi visitar as áreas inundadas, em especial a cidade de Baton Rouge.

PUBLICIDADE

Cercado pelas críticas, poucos dias depois da visita de Donald Trump, Barack Obama foi a Baton Rouge, na Luisiana, ver a dimensão dos estragos e confortar as famílias afetadas pelas maiores cheias no Estado desde o furacão Katrina, há mais de dez anos.

Obama terminou as férias em Martha’s Vineyard e garante que não foram as críticas nem a visita de Trump que o fizeram reagir: “Quero que o povo da Luisiana saiba que não está sozinho, mesmo depois das câmaras de televisão se terem ido embora. O país inteiro está do vosso lado, até que toda a gente esteja de volta a casa e tudo esteja reconstruído. Quero que todos os americanos se preocupem. No site volunteerlouisiana.gov podem ver qual a melhor forma de ajudar”.

“What I want the people of Louisiana to know is this—you’re not alone.“—POTUS</a>: <a href="https://t.co/6Uet2HpPXI">https://t.co/6Uet2HpPXI</a> <a href="https://t.co/d5yjHs8t9I">https://t.co/d5yjHs8t9I</a></p>&mdash; The White House (WhiteHouse) August 23, 2016

“I’m asking every American to do what you can to help families and local businesses get back on their feet.” —POTUS</a> <a href="https://t.co/sTd7EyQWZs">pic.twitter.com/sTd7EyQWZs</a></p>&mdash; The White House (WhiteHouse) August 23, 2016

As chuvas torrenciais, em apenas algumas horas, causaram inundações e fizeram 13 mortos. 89 mil pessoas pediram ajuda federal devido aos estragos. A tesouraria federal desbloqueou 120 milhões de dólares para recuperar os danos.

A Luisiana é um Estado particularmente vulnerável às cheias, devido ao rio Mississípi. Em 2005, o furacão Katrina fez 1800 mortos. É a maior catástrofe natural de sempre a atingir o Estado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tiroteio faz 18 mortos: Caça ao homem em curso nos Estados Unidos da América

Pelo menos 75 pessoas morrem devido às cheias no Brasil

Pelo menos 13 mortos e 61 feridos em ataque russo à cidade ucraniana de Chernihiv