This content is not available in your region

Obama visita Luisiana sob chuva de críticas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Obama visita Luisiana sob chuva de críticas

Cercado pelas críticas, poucos dias depois da visita de Donald Trump, Barack Obama foi a Baton Rouge, na Luisiana, ver a dimensão dos estragos e confortar as famílias afetadas pelas maiores cheias no Estado desde o furacão Katrina, há mais de dez anos.

Obama terminou as férias em Martha’s Vineyard e garante que não foram as críticas nem a visita de Trump que o fizeram reagir: “Quero que o povo da Luisiana saiba que não está sozinho, mesmo depois das câmaras de televisão se terem ido embora. O país inteiro está do vosso lado, até que toda a gente esteja de volta a casa e tudo esteja reconstruído. Quero que todos os americanos se preocupem. No site volunteerlouisiana.gov podem ver qual a melhor forma de ajudar”.

As chuvas torrenciais, em apenas algumas horas, causaram inundações e fizeram 13 mortos. 89 mil pessoas pediram ajuda federal devido aos estragos. A tesouraria federal desbloqueou 120 milhões de dólares para recuperar os danos.

A Luisiana é um Estado particularmente vulnerável às cheias, devido ao rio Mississípi. Em 2005, o furacão Katrina fez 1800 mortos. É a maior catástrofe natural de sempre a atingir o Estado.