Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Sismo em Itália: Amatrice processa Charlie Hebdo por ofensa e difamação

Sismo em Itália: Amatrice processa Charlie Hebdo por ofensa e difamação
Tamanho do texto Aa Aa

A autarquia de Amatrice, a mais afetada pelo trágico sismo de 24 de agosto em Itália, apresentou esta segunda-feira uma queixa formal contra o jornal satírico francês Charlie Hebdo devido a duas caricaturas sobre o terramoto partilhadas pelo semanário humorístico.

Numa, a publicação comparava as quase 300 vítimas mortais do sismo a diversos pratos de massa italianos, incluindo lasanha; noutra, sugeria que os edifícios destruídos haviam sido construídos por grupos mafiosos pouco dados a respeitar regras de segurança.

O Presidente da Câmara de Amatrice, Sergio Pirozzi, acusa o Charlie Hebdo, de ofensa agravada às vítimas e difamação da autarquia. “Tanto Amatrice como toda a Itália foram ofendidas”, alega o autarca, garantindo estar igualmente “a preparar rogatórias internacionais.”

“Através do consulado, vamos igualmente processá-los em França”. “Se vencermos os processos, o dinheiro será aplicado nas reconstruções ou dado às famílias em necessidade”, prometeu Sergio Pirozzi.

As duas caricaturas polémicas do Charlie Hebdo deram, entretanto, lugar a uma contra campanha nas redes sociais com a partilha de caricaturas contra o jornal de Paris que saltou para a fama mundial em janeiro do ano passado, ao ser alvo de um ataque de radicais islâmicos.

O processo de Amatrice contra o Charlie Hebdo deu entrada esta segunda-feira de manhã no tribunal de Rieti, em Itália. Contactados pela agência italiana Ansa, os responsáveis do jornal satírico rejeitaram comentar a queixa, mas uma nova caricatura pode surgir a qualquer momento.