EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Bombardeamentos russos atingem centro hospitalar em Alepo

Bombardeamentos russos atingem centro hospitalar em Alepo
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Crescente Vermelho Sírio conseguiu ontem aceder às cidades sitiadas de Madaya e Zabadani, nos arredores de Damasco, pela primeira vez desde Abril.

PUBLICIDADE

O Crescente Vermelho Sírio conseguiu ontem aceder às cidades sitiadas de Madaya e Zabadani, nos arredores de Damasco, pela primeira vez desde Abril.

Cerca de 71 veículos com mantimentos para 60 mil pessoas entraram nas duas localidades sitiadas pelas forças do regime, assim como em Foua e Kefraya, cercadas por grupos armados, no norte do país.

Now receiving life-saving aid: First @UN@SYRedCrescent@ICRC_sy delivery to 60,000 people in #Madaya#Zabadani#Foah#Kafraya since April pic.twitter.com/u4YIsw3REG

— OCHA Syria (@OCHA_Syria) September 25, 2016

Having offloaded aid & engaged with communities, @UN@SYRedCrescent@ICRC_sy teams left #Madaya#Zabadai early morning #Syria#Foah#Kafrayapic.twitter.com/Iq2Z7HKSR7

— OCHA Syria (@OCHA_Syria) September 26, 2016

A agência de notícias síria SANA afirma que em Foua e Kefraya, cercadas por grupos rebeldes, a ajuda humanitária foi largada por aviões russos e sírios.

As organizações humanitárias retomaram a distribuição de víveres e medicamentos na sexta-feira, após o ataque atribuído à Rússia, que tinha visado um comboio humanitário nos arredores de Alepo.

A cidade, controlada parcialmente pelos rebeldes, continua sem receber qualquer ajuda externa, quando foi alvo de mais de centena e meia de bombardeamentos nas últimas 48 horas.

Fontes no terreno citadas pela agência EFE afirmam que um novo ataque levado a cabo pela aviação russa teria colocado fora de serviço um dos poucos hospitais ainda a funcionar na localidade, no bairro de Maadi, sem provocar vítimas mortais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Síria: bombas chovem sobre Alepo enquanto Rússia denuncia "retórica inadmissível"

A vida de um refugiado de Aleppo em Saarbrücken

Estados Unidos acusa Rússia de ajudar regime sírio a cometer crimes de guerra