EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Braço-de-ferro entre os 'vices' de Clinton e Trump

Braço-de-ferro entre os 'vices' de Clinton e Trump
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Foi o primeiro e único debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Foi o primeiro e único debate entre os candidatos à vice-presidência dos Estados Unidos. Do lado esquerdo, o democrata Tim Kaine; do lado direito, o republicano Mike Pence.

News Analysis: Mike Pence’s Defense Strategy: Dodge and Deflect Donald Trump’s Words https://t.co/9xb4C4VnOl

— The New York Times (@nytimes) 5 de outubro de 2016

Mais de 50 milhões de americanos assistiram pela televisão ao debate que serviu em grande parte para os candidatos defenderem Hillary Clinton e Donald Trump, respetivamente.

Um esgrimir de argumentos que ficou marcado pelas críticas severas do candidato republicao ao presidente russo, Vladimir Putin, tom que destoa com uma posição mais amistosa de Donald Trump em relação ao homem forte do Kremlin.

“O debate vice-presidencial não resultou numa vitória por KO mas o governor republicano do Indiana, Mike Pence, ganhou em pontos. Esse foi o sentimento geral entre os analistas, no dia seguinte.

O senador democrata pela Virgínia, Tim Kaine, também teve momentos fortes, por vezes demasiado agressivo, para alguém que representa a liderança nas sondagens.

O problema para os republicanos é que Pence foi tudo o que Donald Trump não foi no debate com Hillary Clinton. Pence estava calmo, foi competente e coerente.

Trump, que não gosta de ser ofuscado, vai agora ser comparado, não só com Clinton mas também com o seu candidato à vice-presidência.

Quanto a Pence, talvez tenha aberto o caminho para a sua própria candidatura em 2020.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden insiste que "a memória está boa" quando a investigação de documentos cita a sua "precisão e memória limitadas"

Trump volta ser multado por desrespeito a ordem do tribunal

EUA: Câmara de Representantes vota nova proposta esta noite para evitar paralisação do Governo