Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Governo holandês quer generalizar direito à eutanásia após "vida completa"

Governo holandês quer generalizar direito à eutanásia após "vida completa"
Tamanho do texto Aa Aa

Uma eutanásia voluntária ao final de uma “vida completa”. O ministro da Saúde holandês anunciou que o governo está a preparar um projeto-lei para alargar o direito à morte assistida a todos os idosos.

Numa carta escrita ao parlamento, os responsáveis das pastas da Saúde e da Justiça anunciam o início das discussões para elaborar uma nova lei que deverá ser submetida aos deputados no próximo ano.

A Holanda foi o primeiro país no mundo a legalizar a eutanásia em 2002, limitada a doentes terminais.

O governo holandês defende agora a possibilidade das pessoas mais idosas poderem decidir o momento da morte, sob um rígido enquadramento legal, sob supervisão de “um assistente terminal”.

A proposta surge depois de uma Comissão ter rejeitado rever a atual lei sobre a eutanásia para incluir o conceito de “morte voluntária após uma vida completa”.

Mais de 5.500 holandeses beneficiaram da atual lei, limitada aos doentes terminais, no ano passado, cerca de 3,9% das mortes registadas no país.