EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Irmão de Salah Abdeslam pede-lhe "que diga o que sabe" à justiça

Irmão de Salah Abdeslam pede-lhe "que diga o que sabe" à justiça
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O irmão de Salah Abdeslam pede ao principal suspeito pela organização dos ataques de Paris para dizer o que sabe.

PUBLICIDADE

O irmão de Salah Abdeslam pede ao principal suspeito pela organização dos ataques de Paris para dizer o que sabe. Salah está detido em França há quatro meses e tem optado por não dar qualquer informação.
Em entrevista à rádio francesa RTL, Mohamed Abdeslam deixou um apelo:

“Alguns meses depois de estar detido tornou-se numa outra pessoa. Consegui perceber, efetivamente, que Salah estava mais retraído, mais fechado em si mesmo. É algo muito difícil de perceber. É algo que deve ser insuportável para as famílias. Eu e os meus pais estamos na mesma situação. Precisamos de respostas. Por isso pedimos a Salah que fale. o que sabe.

Recorde-se que de acordo a investigação , Salah Abdeslam é o único membro ainda vivo dos comandos dos ataques extremistas de 13 de novembro. Abdeslam está mi,a cela isolada na prisão de Fleury-Mérogis, nos arredores de Paris, com vigilância 24h por dia.

Já na semana passada, os advogados do principal suspeito dos atentados de Paris anunciaram que não o vão defender. “Decidimos os dois abandonar a sua defesa”, disse o advogado Frank Berton, numa entrevista à BFM TV. “Não achamos que ele vai falar, vai usar o seu direito de permanecer em silêncio”, disse Berton numa entrevista.

Salah Abdeslam esteve num tribunal, em Paris, pela última vez em setembro passado e recusou de novo a falar, tal como acontece desde que foi transferido da Bélgica para França.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Suspeito dos atentados de Paris renuncia ao direito à defesa

Presidente da Câmara de Paris nada nas águas do rio Sena

Chama olímpica ilumina a parada militar do Dia da Bastilha em França