Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

África do Sul vai abandonar o Tribunal Penal Internacional

África do Sul vai abandonar o Tribunal Penal Internacional
Tamanho do texto Aa Aa

A África do Sul vai abandonar o Tribunal Penal Internacional (TPI). O Governo já enviou uma carta às Nações Unidas a comunicar a decisão, que acontece depois de o país, no ano passado, ter autorizado uma visita do presidente do Sudão, alvo de um mandado de captura do TPI.

O ministro da Justiça, Michael Masutha, explica as razões da tomada de decisão: “Em particular, a questão de processar na África do Sul chefes de Estado em funções de outros países entra em conflito com a legislação da África do Sul, como seria o caso de deter um chefe de Estado em funções que nos visitou de boa-fé”.

O abandono da África do Sul terá efeito dentro de um ano a contar da data de receção da missiva pelo secretário-geral da ONU.

No início do mês, foi o Burundi a anunciar que se retirava do TPI.

Vários países africanos queixaram-se que o foco do Tribunal Penal Internacional tem sido em África, mais do que em qualquer sítio.