EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Parlamento venezuelano suspende ação contra Nicolás Maduro

Parlamento venezuelano suspende ação contra Nicolás Maduro
Direitos de autor 
De  Luis Guita
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O Parlamento venezuelano, controlado pela oposição, suspendeu o processo que devia ter começado, terça-feira, contra o presidente Nicolas Maduro, acusado de ser responsável pela crise que o país…

PUBLICIDADE

O Parlamento venezuelano, controlado pela oposição, suspendeu o processo que devia ter começado, terça-feira, contra o presidente Nicolas Maduro, acusado de ser responsável pela crise que o país atravessa.

A suspensão acontece no momento em que se iniciam as primeiras tentativas de diálogo entre o Governo e a oposição,

Maduro: celebro decisiones de Henry Ramos Allup https://t.co/KjiCwCz6oFpic.twitter.com/fOCSQkDnAn

— Mas Noticias (@MasNoticiasVe) November 2, 2016

“Isto não significa que vamos esperar seis meses para ver o que acontece. Se, à medida que o diálogo avançar, virmos que o governo não está comprometido, não entende e não aceita nada, e acredita que o sentar-se à mesa é uma espécie de imposição deles sobre nós, então, vamos parar e ficamos por aí,” declarou o presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup

Em sinal do seu envolvimento no diálogo com a oposição, sob os auspícios do Vaticano e da União das Nações Sul-Americanas, o governo venezuelano libertou 3 ativistas.

#AhoraPL | Liberan a opositores Marco Trejo, Carlos Melo y Andrés Moreno, un día después de que comenzara la mesa de diálogo en #Venezuela. pic.twitter.com/AIajwL40zr

— Prensa Libre (@prensa_libre) November 1, 2016

“É como um ponto inicial. A libertação de prisioneiros mostra que sim, que podemos enveredar por um caminho que promove a liberdade e traz a mudança,” afirmou o ativista Carlos Melo.

Carlos Melo foi libertado, na noite de segunda-feira, juntamente com outros dois ativistas – Andrés Moreno e Marco Trejo.

A oposição afirma existirem cerca de 100 prisioneiros políticos detidos nas prisões venezuelanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Forças de segurança realizam operações na capital da Nova Caledónia para controlar onda de violência

Presidente da Geórgia garante em entrevista à Euronews que vai vetar lei dos "agentes estrangeiros"

Nemo quebrou o código: Concorrente da Suíça é primeira pessoa não-binária a vencer a Eurovisão