Romney surge como candidato "sério" para chefiar diplomacia dos EUA

Romney surge como candidato "sério" para chefiar diplomacia dos EUA
De  Rodrigo Barbosa com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Do conforto do seu clube de golfe em Nova Jérsia, Donald Trump multiplica os encontros à procura das figuras chave que irão integrar a próxima administração…

PUBLICIDADE

Do conforto do seu clube de golfe em Nova Jérsia, Donald Trump multiplica os encontros à procura das figuras chave que irão integrar a próxima administração norte-americana.

O magnata recebeu, entre outros, o governador do Estado, Chris Christie. Conselheiro de Trump durante a campanha para as presidenciais, Christie foi depois afastado da liderança da equipa de transição, mas o encontro deste domingo deixa antever uma nova “abertura de portas”.

Quem parece ter lugar garantido na administração Trump é o ex-presidente da Câmara de Nova Iorque, Rudolph Giuliani. Grande aliado do milionário na corrida à Casa Branca, continua a ser um dos nomes repetidos para o posto de Secretário de Estado, mas também representa uma possibilidade para “outros” cargos, segundo o próprio Trump.

Para a chefia da diplomacia norte-americana, surgiu também este domingo, curiosamente, o nome de um dos principais críticos do magnata durante a campanha: Mitt Romney. Recebido no sábado por Trump, o ex-rival republicano é agora um candidato “sério”, segundo o vice-presidente eleito, Mike Pence.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna

Nova "Guerra das Estrelas": Rússia desenvolve sistema de mísseis nucleares antissatélite