Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Presidente de Portugal sobre Fidel: "As minhas sinceras condolências ao Presidente Raúl Castro Ruz e ao Povo Cubano"

Presidente de Portugal sobre Fidel: "As minhas sinceras condolências ao Presidente Raúl Castro Ruz e ao Povo Cubano"
Tamanho do texto Aa Aa

A visita do Presidente de Portugal a 26 de outubro deste ano terá sido a última de um Chefe de Estado europeu a Fidel Castro. Um mês após a visita de Marcelo Rebelo de Sousa, o emblemático líder histórico de Cuba, conhecido como “El Comandante”, morreu esta sexta-feira, pelas 22h29 (04h29, já deste sábado, em Lisboa).

Numa nota publicada na página oficial da Presidência Portuguesa, O chefe do Estado português reagiu ao desaparecimento de Fidel Castro, uma figura incontornável da história da política mundial:

“No momento em que tomo conhecimento do falecimento do antigo Chefe de Estado Cubano, Comandante Fidel Castro, quero expressar as minhas sinceras condolências ao Presidente Raúl Castro Ruz e ao Povo Cubano.

“Evoco, ainda, o encontro havido há um mês, em que falámos das relações entre Portugal e Cuba, na perspetiva do seu aprofundamento económico, social e cultural, num mundo em mudança.

“Marcelo Rebelo de Sousa.”

Depois de Marcelo Rebelo de Sousa, Fidel Castro só voltaria a mostrar-se em público no âmbito da visita que lhe fez a 15 de novembro o Presidente do Vietname, Tran Dai Quang. A 10 dias da morte, seria a última vez que o líder histórico da Revolução Cubana foi “visto” em público.