EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Direita francesa quer Fillon presidente

Direita francesa quer Fillon presidente
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ex-primeiro-ministro é considerado conservador em temas como a religião e a imigração e liberal em termos económicos.

PUBLICIDADE

Considerado muito mais conservador que o adversário, François Fillon é o candidato do centro-direita às presidenciais francesas do próximo ano. Derrotou Alain Juppé, tal como ele ex-primeiro-ministro, na segunda volta das primárias, este domingo.

Fillon, chefe de governo durante os anos Sarkozy (2007-2012) terá conseguido um resultado esmagador em relação ao adversário, cerca de 67%: “Há três anos que estou a definir o meu caminho e ouço os franceses, com o meu projeto e com os meus valores. Progressivamente, senti esta vaga que quebrou todos cenários pré-descritos. O que nos une é mais importante que o que os distingue. Por isso, esta noite, estendo a mão a todos aqueles que querem servir o nosso país”, disse no discurso que se seguiu ao anúncio dos resultados.

Mesmo sem os resultados definitivos estarem apurados, Juppé, PM nos anos 90 e presidente da Câmara Municipal de Bordéus, reconheceu a derrota quando eram cerca das 21 horas locais: “Tal como me comprometi, desde esta noite que dou o meu apoio a François Fillon. Desejo-lhe boa sorte para a campanha presidencial e para a vitória em maio do próximo ano”, disse.

Fillon é considerado conservador em temas como a religião e a imigração e liberal em termos económicos.

Se as sondagens estiverem certas, são ele e Marine Le Pen, da Frente Nacional, a disputar a segunda volta em maio, com a esquerda (o presidente François Hollande ou outro candidato) eliminada à primeira.

#Fillon's calling to return to traditional values:
“Family, work, religion and freedom.”
E.g. Le Pen's home ground!https://t.co/W0XcKNU3aD

— Lucky Sam (@abermans) November 27, 2016

No Twitter, a candidata da direita populista começou a atacar o futuro adversário antes ainda dos resultados:

#Fillon a choisi Frédéric Mitterrand comme Ministre et l'a gardé après les polémiques sur sa vie sexuelle.” #MLPOutremerantennereunion</a></p>&mdash; Marine Le Pen (MLP_officiel) November 27, 2016

“Au pouvoir, #Fillon a été incapable de lutter contre l'islamisme et de rétablir la sécurité.” #MLPOutremerantennereunion</a></p>&mdash; Marine Le Pen (MLP_officiel) November 27, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França: Extrema-direita com forte avanço em todas as sondagens

Macron pede que antissemitismo seja discutido nas escolas após violação de uma jovem judia

Líder da extrema-direita opõe-se ao envio de tropas francesas para a Ucrânia