EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Boris Johnson na Arábia Saudita depois de declaração polémica sobre o país

Boris Johnson na Arábia Saudita depois de declaração polémica sobre o país
Direitos de autor 
De  Nara Madeira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Boris Johnson encontrou-se, na Arábia Saudita, com o Rei Salman e outros representantes do país.

PUBLICIDADE

Boris Johnson encontrou-se, na Arábia Saudita, com o Rei Salman e outros representantes do país.

Delighted to meet HM King Salman whose father met Churchill. Discussed the enduring alliance between the UK and #SaudiArabia. pic.twitter.com/PnROBs7KmB

— Boris Johnson (@BorisJohnson) 11 de dezembro de 2016

Uma visita que não teria nada de extraordinário se, no início do mês, os meios de comunicação sociais britânicos não tivessem divulgado uma declaração em que o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico acusava a Arábia Saudita e o Irão de fomentarem guerras por procuração.

Uma página que parece virada, para Johnson:

“Estou aqui para enfatizar a amizade que existe, e se está a expandir e desenvolver, entre o Reino Unido e a Arábia Saudita e também é justo dizer que acreditamos na sinceridade do nosso relacionamento”, afirmou Johnson.

O homólogo saudita de Johnson parece ter também relevado as declarações:

“A Grã-Bretanha e a Arábia Saudita desfrutaram de uma longa relação histórica, estratégica, que dura há mais de cem anos. Não temos dúvidas sobre o seu posicionamento”, adiantou Adel al-Jubeir.

Foi em Roma que o grande defensor do Brexit afirmou que sauditas e iranianos se movem, num jogo de marionetas, uma guerra de poderes, uma tragédia para quem assiste.

Na altura, a primeira-ministra britânica fez questão de se demarcar das afirmações de Johnson.

Agora, o ministro da Defesa britânico vem dizer que os comentários foram retirados do contexto e mal interpretados pelos meios de comunicação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres