Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

ONU: Relatórios denunciam assassinato de civis em Alepo

ONU: Relatórios denunciam assassinato de civis em Alepo
Tamanho do texto Aa Aa

O enclave oriental de Alepo ocupado pelas forças anti-regime é um inferno para os civis, que estão a ser assassinados a tiro pelo exército sírio e os seus aliados – são afirmações do porta-voz do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos (ACNUDH), Rupert Colville, esta terça-feira.

Relatórios de várias fontes falam de civis assassinados pelas forças fiéis a Bashar al-Assad, que entram nas casas e disparam contra os habitantes, disse Colville, em Genebra.

“Os civis pagaram um preço brutal durante este conflito e temos os piores pressentimentos sobre a sorte daqueles que permanecem neste último enclave infernal da oposição, no leste de Aleppo. Ontem à noite, recebemos mais relatos profundamente perturbadores que falam de numerosos corpos nas ruas, que os moradores não conseguem sequer recuperar porque estão sob bombardeamento intenso e têm medo de alvejados”, afirmou o porta-voz do ACNUDH.

O exército sírio é apoiado por aviões de guerra russos e milícias xiitas apoiadas pelo Irão. Os rebeldes, a maioria sunitas, incluem grupos apoiados pelos Estados Unidos, Turquia e monarquias do Golfo, para além de radicais jihadistas que não têm apoio directo do Ocidente.