A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Milhares protestam em Varsóvia contra restrições aos meios de comunicação

Milhares protestam em Varsóvia contra restrições aos meios de comunicação
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de manifestantes concentraram-se este sábado no centro de Varsóvia para protestar contra as restrições que o partido governante pretende impôr no acesso dos jornalistas ao Parlamento da Polónia.

Com a crise política ao rubro, o presidente do Conselho Europeu – o polaco Donald Tusk – apelou à formação Lei e Justiça no poder no seu país para que respeite “a população, os princípios e os valores constitucionais”.

A primeira-ministra polaca respondeu ontem ao movimento de contestação, afirmando que “a ação da oposição para alimentar emoções políticas extremas como as observadas [na sexta-feira], não tem nada a ver com a situação atual do país, mas é devida […] à frustração dos que perderam o poder”.

Na noite de sexta-feira, chefe do governo e outras duas centenas de deputados estiveram bloqueados várias horas no Parlamento, depois de grupos de manifestantes fecharem todas as saídas para denunciar a aprovação do Orçamento de 2017 fora do hemiciclo, o que a oposição classificou de “ilegal”.