A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Homenagens às vítimas em Sochi e em Moscovo

Homenagens às vítimas em Sochi e em Moscovo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Com Reuters, Associated Press e Interfax

O tempo é agora, na Rússia, para o luto, depois do acidente com o Tupolev militar que deixou 92 mortos.

Numa comunicação ao país, o presidente Vladimir Putin declarou 26 de dezembro dia de luto em toda a Federação Russa.

Foram prestadas homenagens ao coro Alexandrov Ensemble, em Moscovo, e em Sochi, onde o aparelho fez escala para reabastecimento.

O governo russo confirmou que não houve qualquer sobrevivente, e que não foi encontrado, segundo as autoridades, qualquer bote salva-vidas na zona onde caiu o avião.

A tripulação era composta por oito pessoas.

Segundo a agência de notícias estatal russa Interfax, o Governo já disse que as famílias das vítimas seriam compensadas economicamente, “ao mais alto nível”, segundo expressão utilizada pela própria agência.

Houve também lugar para uma homenagem aos nove jornalistas que morreram no acidente na sede de três canais nacionais russos.

Os jornalistas trabalhavam para o Canal 1 ( Первый канал ou Perviy kanal, em língua russa), para a NTV (Gazprom Media) e para a televisão Zvezda ou “Estrela” em língua russa, gerida pelo ministerio da Defesa.