EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Síria: Governo intensifica ataques mas afirma querer negociar a paz com insurgentes

Síria: Governo intensifica ataques mas afirma querer negociar a paz com insurgentes
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O exército sírio intensificou os bombardeamentos aéreos contra as posições dos oposicionistas do regime de Bashar al-Assad, no vale Wadi Barada, a noroeste de…

PUBLICIDADE

O exército sírio intensificou os bombardeamentos aéreos contra as posições dos oposicionistas do regime de Bashar al-Assad, no vale Wadi Barada, a noroeste de Damasco.

Esta é uma zona estratégica pois é aqui que ficam situadas as maiores nascentes que abastecem a capital síria.

Destruction of Fija spring's water pumping station in Wadi Barada northwest of #Damascus by Assad barrel bombs. #Syriapic.twitter.com/CEGTAHpjGl

— شبكة الثورة السورية (@RevolutionSyria) December 27, 2016

O Governo sírio, apoiado pela Força Aérea Russa e pelo Irão, tem conseguido suprimir a oposição armada, nos arredores de Damasco.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, afirmou que o regime de al-Assad tem estado a negociar com vários grupos da oposição, antes de uma nova ronda de negociações de paz que poderão ocorrer em Astana, no Cazaquistão.

O líder da Frente Democrática da Síria, Mahoud Mourei, afirma estar disposto a conversar com o objetivo de colocar fim ao conflito no país.

“Estamos prontos para negociações de paz em Genebra e Astana. Damo-nos bem com esses países. Estamos a preparar-nos para novas conversações de paz, independentemente do local onde tenha, lugar – Astana, Moscovo, Genebra ou Damasco”, remata.

O Alto Comité de Negociações, vasta coligação de opositores políticos e de grupos armados sírios afirmou, esta terça-feira, desconhecer quaisquer negociações entre o Governo e grupos insurgentes.

Com: Reuters

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Síria: pelo menos 30 civis mortos em Al Bab pelo Daesh

Família al-Assad visita convento a norte de Damasco no dia de Natal

Síria: Alepo, a cidade mártir de 2016