EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Fiat Chrysler acusada de manipular emissões de 104.000 motores a diesel nos Estados Unidos

Fiat Chrysler acusada de manipular emissões de 104.000 motores a diesel nos Estados Unidos
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, afp, ansa, efe
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) acusou, esta quinta-feira, a construtora de utilizar um software para minimizar o nível real de emissões poluentes, num esquema semelhante ao d

PUBLICIDADE

As ações da Fiat Chrysler entraram em queda livre e foram suspensas nas bolsas de Nova Iorque e Milão depois de a autoridade ambiental norte-americana ter acusado a construtora automóvel de ter manipulado os resultados das emissões poluentes em 104 mil motores a diesel, nos Estados Unidos.

A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) acusou, esta quinta-feira, a construtora de utilizar um software para minimizar o nível real de emissões poluentes, num esquema semelhante ao da Volkswagen. A Fiat já negou as acusações.

Em Wall Street, as ações da Fiat Chrysler estiveram suspensas. Em Milão, os títulos foram suspensos depois de uma desvalorização superior a 16%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

EUA: Volkswagen declara-se culpada de conspiração no escândalo das emissões poluentes

EUA: Fiat Chrysler investe mil milhões de dólares e cria dois mil novos postos de trabalho

Volkswagen: Alto quadro do grupo alemão detido pelo FBI nos EUA