EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Herdeiro da Samsung suspeito de corrupção arrisca detenção

Herdeiro da Samsung suspeito de corrupção arrisca detenção
Direitos de autor 
De  João Peseiro Monteiro
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O líder da Samsung está sob a ameaça da prisão preventiva.

PUBLICIDADE

O líder da Samsung está sob a ameaça da prisão preventiva. Os procuradores que investigam o escândalo de corrupção que envolve a presidente da Coreia do Sul e uma amiga, pediram a detenção de Lee Jae-young, neto do fundador do conglomerado industrial sul-coreano.

O vice-presidente, e dirigente de facto, do gigante empresarial foi interrogado durante 22 horas na semana passada e é suspeito de ter autorizado o pagamento de luvas a Choi Soon-sil, a confidente da chefe de Estado e de governo, que está a ser julgada por corrupção e tráfico de influências.

A Samsung doou vários milhões de euros às fundações dirigidas por Choi Soon-sil mas nega que os donativos tenham tido o objetivo de influenciar uma decisão favorável relativamente a uma fusão industrial, aprovada em 2015. O grupo empresarial repudia o pedido de detenção do seu dirigente.

O escândalo levou à suspensão da presidente Park Geun-hye em dezembro. O tribunal constitucional está a julgar o pedido de destituição votado pelo parlamento.

South Korean prosecutors seek warrant to arrest Samsung head for bribery https://t.co/2Gfmp2twyJ

— Washington Post (@washingtonpost) 16 de janeiro de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Adiada a decisão de deter herdeiro da Samsung

Governo australiano saúda libertação de Julian Assange

Tribunal russo condena soldado americano a quase quatro anos de prisão por roubo