EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Trump: Centenas de detidos em protestos violentos em Washington

Trump: Centenas de detidos em protestos violentos em Washington
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Numerosas cidades norte-americanas foram palco de protestos contra Donald Trump mas as manifestações na capital ficaram marcadas por violência e vandalismo

PUBLICIDADE

Se num lado de Washington Donald Trump sorria e acenava às pessoas, do outro desenrolavam-se protestos, vandalismo e confrontos originados por descontentes com a personalidade que vai dirigir os destinos da América nos próximos quatro anos.

Pelo menos 217 pessoas foram detidas após o enfrentamento com a polícia e atos de vandalismo, como incêndios e a destruição de estabelecimentos comerciais.

Rioters smashing Starbucks</a> and <a href="https://twitter.com/BankofAmerica">BankofAmerica windows nbcwashington</a> <a href="https://twitter.com/cnnireport">cnnireportpic.twitter.com/VeXqGF5t5q

— Josh Clothiaux (@jclothiaux11) January 20, 2017

Trump inauguration: Violent protests in Washington DC https://t.co/24RGrAmjtCpic.twitter.com/LWHv743GGD

— Akshay Kumar (@ak016649) January 21, 2017

Mas nem todos os protestos foram anárquicos.

“Na cidade assistimos a centenas e centenas de manifestantes que respeitaram as leis e fizeram-se ouvir com atos de protesto não violentos”, explica a presidente da câmara de Washington.

Os protestos não foram exclusivos da capital. Em numerosas cidades norte-americanas houve contestação, nalguns casos com incidentes, como o bloqueio de transportes e confrontos verbais.

A band plays the Darth Vader theme amid a thousands-strong protest outside Trump Tower in Chicago. pic.twitter.com/CJx1Nnw14r

— Brandon Smith (@muckrakery) January 20, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Marcha das Mulheres contra Trump mobiliza dentro e fora dos Estados Unidos

Democratas pressionam Joe Biden para reavaliar candidatura às presidenciais

Trump aceita nomeação para corrida presidencial e cita Orbán no discurso