EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Trump 'rasga' Acordo de Associação Transpacífico

Trump 'rasga' Acordo de Associação Transpacífico
Direitos de autor 
De  Euronews com reuters, afp, efe
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Donald Trump já assinou uma ordem executiva para retirar os EUA do Acordo de Associação Transpacífico (TPP).

PUBLICIDADE

Como prometido na campanha presidencial, Donald Trump já assinou uma ordem executiva para retirar os EUA do Acordo de Associação Transpacífico (TPP).

O acordo, negociado durante anos pela administração Obama, foi assinado, em 2015, por 12 países da Ásia e do Pacífico que representam 40% do comércio mundial.

A parceria, que pretendia reduzir taxas, levantar barreiras ao comércio, mas também defender a propriedade intelectual e o ambiente, ainda não tinha entrado em vigor.

O TPP era visto como uma forma de contrariar a influência crescente da China na região.

Trump just signed executive orders to withdraw from TPP, limit abortion funding overseas, and limit federal hiring https://t.co/EYmHTvbi73pic.twitter.com/uJ1crpIEyd

— Bloomberg TV (@BloombergTV) January 23, 2017

Antes de um frenesim de ordens executivas, o novo Presidente dos Estados Unidos iniciou a primeira semana na Casa Branca com um encontro com grandes empresários no qual prometeu baixar significativamente os impostos e reduzir drasticamente a regulamentação no país.

Na reunião com 12 dirigentes de grandes empresas, Trump considerou ser possível “reduzir a regulamentação em 75%” ou mesmo mais, garantindo simultaneamente que os Estados Unidos vão continuar a ter “uma regulamentação tão forte, tão boa e tão protetora do povo como a regulamentação atual” e acrescentando que o problema com a regulamentação atual é que “não é possível fazer nada”.

Trump prometeu também uma “baixa maciça” dos impostos para as empresas, que passarão a pagar “entre 15% e 25%” em vez da taxa de 35% que pagam atualmente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

União Europeia e Nova Zelândia assinam Acordo de Comércio Livre

Quénia assina acordo comercial com UE

Exportações de petróleo da Rússia atingem pico desde invasão da Ucrânia