EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

A cada 10 minutos, morre uma criança no Iémen

A cada 10 minutos, morre uma criança no Iémen
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A ONU alertou para a catástrofe humanitária vivida por este país da Península Arábica.

PUBLICIDADE

A guerra no Iémen está a levar a uma crise humanitária nunca vista no país e à fome. A ONU alerta para a situação que o país está a viver. Segundo o diretor das operações humanitárias das Nações Unidas, Stephen O’Brien, há 14 milhões de pessoas, 80% da população do país, a precisar de ajuda alimentar.

Na mesma comunicação ao Conselho de Segurança, O’Brien diz que a cada dez minutos morre uma criança de menos de cinco anos no Iémen, devido a causas evitáveis. Desde que começou a guerra em março de 2015, morreram mais de 1400 crianças e 2140 ficaram feridas.

O conflito em larga escala começou quando a Arábia Saudita começou os bombardeamentos para expulsar os rebeldes houthis, apoiados pelo Irão, que tinham tomado várias partes do país, incluindo a capital, Sanaa.

Uma das consequências mais devastadoras da guerra civil foi o fecho do aeroporto da capital, Sanaa, que impede a chegada de medicamentos e ajuda alimentar, ao mesmo tempo que impede também a saída dos iemenitas para que possam receber cuidados no estrangeiro.

Full remarks of UNReliefChief</a> yesterday to the <a href="https://twitter.com/hashtag/UNSC?src=hash">#UNSC</a> on <a href="https://twitter.com/hashtag/Yemen?src=hash">#Yemen</a>, the largest food security emergency in the world: <a href="https://t.co/KVyRPFsWNK">https://t.co/KVyRPFsWNK</a> … <a href="https://t.co/Tbk1KVvJmC">pic.twitter.com/Tbk1KVvJmC</a></p>— OCHA Yemen (OCHAYemen) January 27, 2017

Read online the #Yemen 2017 Humanitarian Needs Overview (HNO) #YemenCrisis: https://t.co/ynlzI8Z8prpic.twitter.com/r1OYShhram

— OCHA Yemen (@OCHAYemen) November 24, 2016

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Houthis reivindicam ataques a contratorpedeiro dos EUA e a dois navios petroleiros

Onda de ataques dos EUA contra alvos Houthi no Iémen

ONU confirma a detenção de 11 funcionários no Iémen