Louvre reabre com reforço da segurança

Louvre reabre com reforço da segurança
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O museu reabriu à hora normal, um dia depois do atentado falhado.

PUBLICIDADE

Mesmo com chuva, foram muitos os visitantes, na maioria turistas, este sábado no museu do Louvre em Paris.

O museu abriu as portas à hora normal, um dia depois da tentativa de atentado que causou um grande susto. É visível o reforço da segurança, que era já forte antes do incidente. Os militares e polícias fortemente armados não passam despercebidos. O ataque não desmotivou quem está a visitar a capital francesa e aproveita para ver um dos museus mais famosos do mundo. A França, em particular Paris, está em alerta máximo desde os atentados de 2015.

Grand merci aux militaires #Sentinelle, policiers, forces de l'ordre qui assurent tous les jours la sécurité du #Louvre et de ses visiteurs pic.twitter.com/55PpCthDNk

— Musée du Louvre (@MuseeLouvre) February 3, 2017

As autoridades estão agora a investigar as motivações deste egípcio de 29 anos, que atacou os militares a golpes de machete e acabou ferido a tiro. Ainda não pode responder às perguntas, mas já não corre perigo de vida.

Na altura do ataque, o homem terá gritado “Allah uh-Akhbar”, (“Deus é grande”, em árabe).

As reações, no Twitter, do presidente François Hollande e da maior parte dos candidatos às próximas presidenciais:

Je salue le courage et la détermination dont ont fait preuve les militaires, ce matin, au Carrousel du Louvre

— François Hollande (@fhollande) February 3, 2017

Soutien à nos militaires qui sont en première ligne face à la menace et à la barbarie islamistes. #Louvre MLP

— Marine Le Pen (@MLP_officiel) February 3, 2017

#Louvre Je salue le sang froid des forces de sécurité qui ont mis l'agresseur hors d'état de nuire. Tout mon soutien et mon admiration.

— François Fillon (@FrancoisFillon) February 3, 2017

Attaquer nos forces de l'ordre, c'est s'en prendre à la France. J'adresse tout mon soutien à ceux qui risquent leur vie pour nous défendre.

— Emmanuel Macron (@EmmanuelMacron) February 3, 2017

J'adresse mes pensées au soldat attaqué et blessé au #Louvre et je salue son courage.

— Benoît Hamon (@benoithamon) February 3, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataque no Louvre: autoridades seguem pista de egípcio e procuram motivos

Terceiro dia de greve na Torre Eiffel

Medalhas dos Jogos Olímpicos de Paris têm pedaços da Torre Eiffel