Última hora
This content is not available in your region

Carlos Ghosn deixa comando executivo da Nissan

Carlos Ghosn deixa comando executivo da Nissan
Tamanho do texto Aa Aa

Carlos Ghosn vai deixar a presidência executiva da Nissan já no próximo dia um de abril. Ghosn deixa a lugar a Hiroto Saikawa, um japonês que trabalhou toda a vida nesta empresa automóvel. O próprio Ghosn, conhecido por ter devolvido os lucros à Nissan através de uma política de corte nos custos, tinha dito que queria deixar a gestão da Nissan a um japonês.

Passa agora a assumir apenas a presidência não-executiva, cargo quer exerce também na Renault e na Mitsubishi. Continua também com a presidência executiva da Renault, pelo menos até ao próximo ano.

O franco-brasileiro fica assim a supervisionar a aliança entre as três marcas, que vendeu no ano passado menos de 10 milhões de carros, a nível global, e ficou abaixo da General Motors.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.