A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Secretário de Estado dos EUA no México com migração na bagagem

Secretário de Estado dos EUA no México com migração na bagagem
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Muro, imigração ilegal e deportações. O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson está no México onde tem a missão de apaziguar a tensão entre os dois países depois de anunciadas as controversas políticas migratórias de Washington.

Antes da chegada de Tillerson à capital mexicana e já depois do porta-voz da Casa Branca Sean Spicer ter afirmado que as relações dos Estados Unidos com o México são boas e robustas, o ministro dos Negócios Estrangeiros mexicano deixou uma mensagem bastante sem ambiguidades.

“Quero dizer de uma forma muito clara e enfática que o governo do México e o povo mexicano não aceitam as políticas que um governo quer impor a outro. Não vamos aceitar, porque não há qualquer razão para as aceitarmos e porque não é no interesse do México”, referiu Luis Videgaray.

Mau estar com o governo do México e ira popular foram as primeiras consequências das medidas avançadas pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

A 25 de janeiro foi dada luz verde para a construção do muro fronteiriço entre os dois países, com Trump a atribuir a despesa ao México.

Esta terça-feira foram aprovadas diretivas para a expulsão de imigrantes ilegais, abrangendo os 11 milhões de indocumentados, a maioria hispânicos.