A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Rússia chora vítimas do atentado de São Petersburgo

Rússia chora vítimas do atentado de São Petersburgo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um dia depois do atentado mortífero, a cidade de São Petersburgo acordou sob o signo do luto. As pessoas prestam homenagem às vítimas, com flores à entrada das estações onde se deu o ataque.

As testemunhas contam os momentos de pânico que presenciaram – É o caso de Eldar, que viajava no comboio onde rebentou a bomba: “Sentei-me num lugar livre e os meus amigos sentaram-se ao meu lado. Quando estávamos no túnel, vi um clarão à minha esquerda. Caiu algo em mim, pareceu-me ser uma lâmpada ainda acesa. Disse aos meus amigos que se deitassem e cobrissem a cabeça. Tivemos muito medo, mas o maior receio era que houvesse uma segunda explosão. Aí, as pessoas entraram em pânico”.

Apesar das ameaças de grupos como o Daesh, em represália pela ação militar russa na Síria, o país não sofria um atentado há vários anos. O sentimento de luto e revolta estendeu-se a todo o país. Em Moscovo, foi celebrada uma missa em memória das vítimas.