Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

322 milhões de pessoas sofrem de depressão

322 milhões de pessoas sofrem de depressão
Tamanho do texto Aa Aa

O dia 7 de abril, Dia Mundial da Saúde, este ano é dedicado à depressão.

Esta decisão vem da Organização Mundial de Saúde, ao mesmo tempo que publica um relatório segundo o qual cerca de 322 milhões de pessoas estão afetadas, em todo o mundo, por esta doença. É um aumento de 18% em relação a 2005.

A atribuição do dia mundial é acompanhada por uma campanha batizada Falemos sobre depressão. A OMS classifica a doença como a maior causa de baixas médicas no mundo.

Suicídio

Estima-se que, em 2015, 788.000 tenham morrido como resultado de suicídios. O número de tentativas falhadas é muito maior ainda. O suicídio representou 1,5% do total de mortes do ano e esteve entre as 20 principais causas de morte. Entre os jovens dos 15 aos 29 anos, é mesmo a segunda causa de morte.

Mesmo se 78% dos suicídios ocorreram em países de rendimentos médios ou baixos, as taxas de suicídio mais altas encontram-se entre os homens dos países onde os salários são mais elevados.

O que é a depressão?

Os sinais de alerta são a tristeza, a perda de interesse ou de prazer, sentimento de culpa ou baixa de autoestima, distúrbios no sono e no apetite, cansaço e quebra na concentração.

A depressão pode ser duradoura ou recorrente. Na forma mais severa, pode levar ao suicídio.

Os dois principais tipos de depressão são a Distimia, também chamada transtorno depressivo persistente, geralmente mais leve mas prolongada no tempo, e a depressão severa ou episódio depressivo severo, em que os sintomas são mais intensos, mas a duração mais curta.

É também importante distinguir a depressão que afeta pessoas com ou sem historial de episódios maníacos. O transtorno bipolar afetivo caracteríza-se por episódios maníacos e depressivos intercalados por períodos de disposição normal.

Os transtornos de ansiedade incluem também o transtorno da ansiedade generalizada, o pânico, as fobias, o transtorno obsessivo-compulsivo e o stress pós-traumático.