Familiares das vítimas de Beslan anseiam por mais justiça

Familiares das vítimas de Beslan anseiam por mais justiça
De  Marco Lemos com reuters, efe, lusa, afp
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Satisfação, mas anseio por mais justiça é o sentimento generalizado entre os familiares das vítimas do sequestro numa escola de Beslan depois do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) ter conden

PUBLICIDADE

Satisfação, mas anseio por mais justiça é o sentimento generalizado entre os familiares das vítimas do sequestro numa escola de Beslan depois do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) ter condenado Moscovo por “falhas graves” na forma como lidou com a situação.

“Temos a satisfação moral. Estamos contentes com a decisão. Mas, perdemos muita saúde nestes mais de 10 anos e isso é muito triste porque perdemos vários dos pais que se queixaram, perdemos 12 dos nossos”, lamenta a mãe de uma das vítimas.

O massacre nunca será esquecido pelos que perderam entes queridos. Querem que os culpados, sejam eles quem forem, paguem pelo que fizeram, como afirma outra mãe:

“Os funcionários públicos não têm responsabilidade penal, não sofrem qualquer tipo de consequências legais ou financeiras no caso de Beslan. Porque deveria estar contente?”

No sequestro por militantes islâmicos e no assalto das forças russas à escola na Ossétia do Norte, no dia 1 de setembro de 2004, morreram mais de 330 pessoas, a maioria crianças. Os familiares das vítimas prometem continuar a lutar por “justiça”.

O Kremlin considerou que a condenação do tribunal é “inadmissível”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Moscovo cometeu falhas graves em Beslan, afirma Tribunal Europeu dos Direitos Humanos

Relembrar o massacre na escola de Beslan dez anos depois

Rússia aborta lançamento do foguetão Angara-A5 a minutos da descolagem