Última hora
This content is not available in your region

Pais não-europeus de menor comunitário têm direito à residência na UE

euronews_icons_loading
Pais não-europeus de menor comunitário têm direito à residência na UE
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Europeu de Justiça decretou esta quarta-feira que os pais não-europeus de uma criança com nacionalidade de um Estado-membro têm o direito à residência na União Europeia.


A mais alta instância judicial do bloco comunitário explicou que os tribunais europeus devem considerar como prioritário o bem-estar da criança e alertou para “os riscos que uma separação pode ter para o equilíbrio” dos menores.

A decisão é baseada no caso de uma venezuelana que entrou na Holanda como turista e deu à luz uma criança de pai holandês. O casal acabou por separar-se em 2011, ficando a mãe declarada como única responsável.

A resolução do tribunal europeu pode complicar as negociações do “Brexit”, quando Bruxelas considera como prioritários os direitos dos cerca de três milhões de cidadãos europeus a viver no Reino Unido.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.