EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Trump prepara retirada de acordo climático

Trump prepara retirada de acordo climático
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

China, Canadá, Índia e União Europeia respondem a Washington, ao afirmarem que vão permanecer no acordo de Paris sobre as mudanças climáticas.

O presidente Donald Trump anunciou esta tarde que vai pronunciar-se sobre o tema nos próximos dias, quando fontes próximas da Casa Branca dão por certo uma retirada do entendimento que reúne mais de 200 países.

I will be announcing my decision on the Paris Accord over the next few days. MAKE AMERICA GREAT AGAIN!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) May 31, 2017

Washington pondera ainda as modalidades da anulação da assinatura, com negociações nos próximos três anos, ou através de uma suspensão imediata. Trump que considerou o aquecimento global como uma “farsa” tinha prometido anular a assinatura do acordo durante a campanha para as presidenciais, segundo ele, para promover o petróleo e o carvão norte-americanos.

O texto, assinado há dois anos, prevê uma redução das emissões de gases com efeito de estufa com o objetivo de limitar a subida das temperaturas do planeta.

A marcha-atrás de um dos maiores poluidores do mundo, após a China, anula igualmente o compromisso da anterior administração Obama de reduzir as emissões poluentes dos Estados Unidos até 28% até 2025.

As reações não se fizeram esperar, nos Estados Unidos e no estrangeiro. O presidente da Câmara de Nova Iorque, Bill De Blasio, evocou uma decisão “horrivelmente destruidora para o planeta”:

The president withdrawing from the Paris Agreement would be horribly destructive for the planet, the country, and this city.

— Bill de Blasio (@NYCMayor) May 31, 2017

O Comissário Europeu para a Ação Climática reafirmou o compromisso da UE com o acordo de Paris:

The world can count on Europe to keep global climate leadership. Together,we will stand by Paris, will defend Paris #EUChina#ParisAgreementhttps://t.co/Em1jrzcFQh

— Miguel Arias Cañete (@MAC_europa) May 31, 2017

A ONU “respondeu” a Trump com citações do discurso de António Guterres, lembrando que, “o aquecimento global é inegável e imparável”:

Climate change is undeniable

Climate action is unstoppable

Climate solutions provide opportunities that are unmatchable.
-@antonioguterreshttps://t.co/a8O14NCLUc

— United Nations (@UN) May 31, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Um grande gesto de um grande presidente". Líderes europeus reagem à desistência de Biden

Comício Republicano: Trump diz que levou "tiro pela democracia" e elogia Putin, Xi e Orbán

Democratas pressionam Joe Biden para reavaliar candidatura às presidenciais