EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

"Já chega": May rejeita adiar eleições após atentados

"Já chega": May rejeita adiar eleições após atentados
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

A primeira-ministra britânica rejeitou adiar a data das legislativas de quinta-feira depois dos novos atentados desta noite em Londres. Após uma reunião de emergência, esta manhã, Theresa May condenou os ataques com um “já chega”, apelando a um reforço da luta contra o extremismo no país, nomeadamente com penas mais pesadas para os suspeitos de terrorismo.

“Os serviços secretos e os serviços de segurança neutralizaram cinco projetos credíveis de atentados desde o ataque de Westminster em Março. Ao nível do planeamento e execução, os novos ataques não estão ligados aos anteriores, mas acreditamos estar perante uma nova tendência na ameaça a que fazemos face, quando o terrorismo alimenta mais terrorismo e os atacantes parecem inspirar-se uns dos outros, com os meios mais cruéis possíveis, e não apenas com planos organizados ou ataques solitários”, afirmou May.

A antiga ministra do Interior rejeitou avançar mais dados sobre a investigação ou pronunciar-se sobre o nível de alerta terrorista, afirmando apenas que a maioria dos 48 feridos encontram-se hospitalizados com ferimentos graves.

A campanha para as legislativas encontra-se suspensa até ao final do dia.

READ Theresa May's FULL statement on the London Bridge terror attack - https://t.co/gj6i6XS6PIpic.twitter.com/sj784EZ447

— PoliticsHome (@politicshome) June 4, 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Stonehenge intacto após ato de vandalismo de ativistas pelo clima

Nigel Farage ultrapassou pela primeira vez partido do primeiro-ministro Rishi Sunak

Afinal, Nigel Farage vai concorrer às eleições no Reino Unido