Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Dez anos de iPhone

Dez anos de iPhone
Tamanho do texto Aa Aa

Há dez anos, Steve Jobs apresentava o iPhone e mudava para sempre a maneira como o mundo encarava os telemóveis.

Hoje, aquele primeiro aparelho pode parecer lento e básico mas em 2007 era uma máquina incrível.

Do ponto de vista vista tecnológico, o iPhone – o dispositivo e o conceito – mudou a forma como comunicamos e consumimos informação.


Na economia, com as aplicações móveis, mudou também muitas coisas. Hoje em dia, são milhões as aplicações disponíveis. De um dia para o outro surgiram indústrias, muitas a valerem milhões de dólares, como por exemplo a Uber.

“A nossa expectativa de podermos encontrar qualquer coisa, em qualquer lugar, e encomendá-la, não importa onde estejamos. Isso mudou o comércio de retalho. Mudou a maneira como as entregas funcionam. Mudou, praticamente, tudo em todas as indústrias”, refere a chefe de redação da CNET, Lindsey Turrentine.

Uma década depois, o iPhone banalizou-se. Desde 29 de junho de 2007 a Apple já vendeu mais de mil milhões de iPhones, em todo o mundo.


Dez anos depois, e já sem Steve Jobs, a Apple prepara-se para apresentar o novo iPhone 8, ao que tudo indica chegará ao mercado em setembro deste ano.