EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Milhares nas ruas contra reforma do sistema judicial

Milhares nas ruas contra reforma do sistema judicial
Direitos de autor 
De  Antonio Oliveira E Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Oposição denuncia o que define como o fim da independência da Justiça na Polónia

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas concentraram-se este domingo nas principais cidades polacas para
protestarem contra reformas no sistema judicial.

Na sexta feira, o parlamento, dominado pelos nacionalistas conservadores
do Partido Lei e Justiça, aprovou uma lei que dá à câmara mais poder na escolha de juízes.

Mudanças que, para a oposição, acabam com a independência da Justiça na Polónia.

Protests in Poland condemn controversial judicial reforms https://t.co/bfl43fhQG1

— Reuters Top News (@Reuters) 16 de julho de 2017

O Partido Lei e Justiça quer também aprovar uma lei que deverá conduzir à substituição de todos os juízes do Tribunal Supremo, exceto aqueles escolhidos pelo ministro da Justiça.

Oposição apela a novos protestos

Os dirigentes dos dois principais partidos da oposição, Plataforma Cívica (PO, centristas) e Nowoczesna (liberais) pediram novos protestos contra a política do Partido Lei e Justiça (PiS). As reformas foram criticadas pela Comissão Europeia, que teme o que define como uma perda de independência do sistema de Justiça e um enfraquecimento da separação de poderes, fundamental para a democracia.

Mas o Executivo polaco rejeita as críticas. O ministro da Justiça, Zbigniew Ziobro acusou o Conselho da Magistratura polaco de ser uma corporação que tudo quer decidir.

O ministro disse ainda que os magistrados eram uma casta, cujas raízes se encontram na época comunista, habituados a servir os interesses de determinados grupos políticos.

„Obywatele powinni maksymalnie protestować”. „To jest obrona przywilejów”. mhorala</a> i <a href="https://twitter.com/adamSzlapka">adamSzlapka w #GośćWiadomościhttps://t.co/bbRiYuVU31

— TVP Info (@tvp_info) 16 de julho de 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Walter Baier: "Partidos estabelecidos integram discurso da extrema-direita na sua própria narrativa"

Ataques contra políticos generalizam-se na Europa

Nicolas Schmit: "Está fora de questão chegar a acordo com a extrema-direita"