Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Presidente do Conselho Europeu ouvido sobre Molensk

Presidente do Conselho Europeu ouvido sobre Molensk
Tamanho do texto Aa Aa

O Presidente do Conselho Europeu e ex-primeiro ministro da Polónia, Donald Tusk, compareceu esta quinta-feira na Procuradoria-Geral polaca enquanto testemunha.

Apoiantes de Tusk assistiram à sua chegada para dar prossecução ao inquérito reaberto sobre o acidente do avião presidencial em que morreram os 96 ocupantes do aparelho, entre os quais se incluía o presidente do país, Lech Kaczinsky, irmão gémeo de Jaroslaw Kaczinsky e líder do partido conservador nacionalista no poder na Polónia.


A queda do avião, em 2010 e em Smolensk, na Rússia, vitimou representantes da elite política, militar e eclesiástica da Polónia.

A nova comparência de Donald Tusk quer apurar se houve negligência do executivo polaco ante as autoridades russas nas autópsias feitas às 96 vítimas. Segundo o partido no poder, Tusk não terá feito o possível para apurar as causas do acidente do avião presidencial enquanto primeiro-ministro do partido liberal de centro-direita, de 2007 a 2014.

Donald Tusk já declarou anteriormente que a convocatória é uma manobra política.