Trump pediu ao Presidente do México para não dizer que não pagaria muro

Trump pediu ao Presidente do México para não dizer que não pagaria muro
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O "The Washington Post" divulgou transcrições de conversas com o Presidente do México e com o primeiro-ministro da Austrália.

PUBLICIDADE

A divulgação de transcrições de conversas telefónicas tensas do Presidente dos Estados Unidos com o homólogo mexicano, Enrique Peña Nieto, e com o primeiro-ministro da Austrália, Malcolm Turnbull, promete trazer dores de cabeça adicionais à administração Trump.

Ao líder do executivo australiano – durante a primeira conversa oficial entre ambos no dia 28 de janeiro – Trump descreveu o acordo de migração entre os dois aliados como “estúpido”, “nojento”, “horrível” e acrescentou ser “uma vergonha para os Estados Unidos.” Terminou a chamada em tom amargo dizendo: “Pela parte que a mim diz respeito, chega Malcom. Estou farto. Tenho feito estas chamadas todo o dia e esta foi a mais desagradável do dia. A chamada com o Putin foi agradável. Isto é ridículo”.

O “The Washington Post” faz eco dos diálogos em que se percebe que também o Presidente do México foi pressionado para que parasse de dizer em público que não iria pagar pelo muro na fronteira entre os dois países.
De acordo com o jornal, o pedido foi verbalizado durante a primeira chamada oficial entre os dois chefes de Estado, sete dias depois da tomada de posse de Trump como Presidente dos Estados Unidos.

Trump insistia em que a postura de Peña Nieto “o deixaria mal visto.”

No Senado mexicano ouviram-se críticas sobre a “condescendência” e falta de firmeza de Enrique Peña Nieto em relação a Trump.

“Trump nunca parou de falar com arrogância, com grosseria e esta é a prova de que o Presidente mexicano não foi capaz de resistir, de lhe responder, de exigir a Trump para refrear a insolência”, disse o senador Miguel Barbosa, do Partido da Revolução Democrática.

Uma das principais promessas de campanha de Trump foi a de erguer um muro na fronteira com o México.

Alheio à posição do país vizinho, disse que seriam os mexicanos a pagar a fatura mas também já propôs instalar painéis solares no muro para que a energia produzida ajude o México“a pagar muito menos”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Trump vence primárias na Carolina do Sul. Nikki Haley promete manter-se na corrida

Trump compara problemas legais à perseguição feita ao opositor russo Alexei Navalny

Juiz condena Trump a pagar 355 milhões de dólares por ter mentido sobre a sua fortuna