EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Bashar al-Assad rejeita cooperar com o Ocidente

Bashar al-Assad rejeita cooperar com o Ocidente
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

Bashar al-Assad desafiou este domingo o ocidente e agradeceu à Rússia, ao Irão, à China e ao Hezbollah líbio o apoio à sua presidência durante os últimos seis anos e meio da guerra em que a Síria se encontra.
Frente a uma assembleia de diplomatas sírios em Damasco, deixou claro que é no leste que a Síria quer sedimentar relações políticas, económicas e culturais.
Para o Ocidente, Bashar Al-Assad reservou palavras duras de distanciamento e rejeição:

“Na Síria pagámos um preço alto nesta guerra para fazer falhar o projeto ocidental na Síria e no mundo. (…) Não haverá cooperação na segurança e não haverá reabertura de embaixadas e nem sequer um papel a desempenhar para os países que estão a tentar ter um papel na resolução da crise síria, a menos que cortem claramente as relações que têm com o terrorismo.”.

O discurso de Assad chega numa altura em que as tropas sírias e milícia pro-iraniana ganham terreno sob a cobertura dos meios aéreos russos e muitos países pararam de exigir que deixasse a presidência.
Após estas declarações, uma bomba matou 4 pessoas ao atingir a primeira feira internacional no país desde que a guerra começou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar