Última hora
This content is not available in your region

Maputo quer fundo soberano de recursos naturais

Maputo quer fundo soberano de recursos naturais
Tamanho do texto Aa Aa

Com Lusa e O País

O Governo moçambicano vai criar um fundo soberano com as receitas da exploração dos recursos naturais.

A informação foi avançada pelo ministro da Economia e Finanças, Adriano Maleiane, citado pelo diário moçambicano O País.

“Temos de criar o Fundo Nacional de Desenvolvimento. É o que nós estamos a pensar. O Fundo Nacional de Desenvolvimento é para financiar boas iniciativas, mas que precisa de um capital suficiente para começar”, disse o ministro.

Segundo Adriano Maleiane, a conta será alimentada pelas mais-valias provenientes dos recursos naturais, nomeadamente carvão e gás natural.

“Este fundo será alimentado da mesma forma que os outros países alimentam um fundo soberano. O que estamos a defender, como Governo, é que quando a gente receber as mais-valias não é para aumentar a despesa e gastar para depois termos problemas de ajustamento”.

Recursos geridos por entidade autónoma

Adriano Maleiane acrescentou que as reservas serão geridas por uma entidade autónoma, que poderia ser o Banco Nacional de Investimentos (BNI).

Adriano Maleiane adiantou que o capital inicial do fundo serão os 350 milhões de dólares que a multinacional italiana ENI pagou pelo valor que encaixou com a venda de uma parcela da sua participação na concessão de gás natural na bacia do Rovuma à Exxon Mobil, dos Estados Unidos.