Greve histórica de trabalhadores do McDonald's

Greve histórica de trabalhadores do McDonald's
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Trabalhadores manifestam-se em nome do fim da precariedade, do direito de se poderem sindicalizar e de um salário mínimo de dez libras por hora.

PUBLICIDADE

Em nome do fim da precariedade, do direito de se poderem sindicalizar e de um salário mínimo de dez libras por hora, os trabalhadores de dois restaurantes McDonald’s, em Cambridge e Crayford, começaram esta segunda-feira uma greve histórica no Reino Unido.

O jornal “The Guardian” diz que a empresa é uma das que mais recorre ao contrato de “horário zero”, que na prática se traduz na falta de qualquer garantia de trabalho regular e numa consequente instabilidade de rendimento.

A mobilização conta com o apoio do sindicato União Aliada dos Padeiros e da Restauração (BFAWU). Ao longo da jornada registou-se uma concentração nos arredores de Westminster, onde se encontra a sede do Parlamento britânico.

Esta foi a primeira vez, depois de 43 anos de presença da cadeia de fast-food no Reino Unido, que os trabalhadores fizeram greve, apoiada também pelo líder Trabalhista, Jeremy Corbyn.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Velha guarda do rock em peso na abertura da Gibson Garage

Notas com cara de Carlos III entram em circulação em junho

As Falklands pertencem ao Reino Unido? Nova sondagem revela que nem toda a gente na Europa está de acordo