Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Merkel quer travar Turquia na UE

Merkel quer travar Turquia na UE
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia dominou o debate televisivo entre Angela Merkel e Martin Schulz. A atual chanceler declarou mesmo que as negociações para a adesão deste país à União Europeia devem ser travadas, marcando pontos num terreno político que o próprio Schulz pretendia demarcar.

Desafiada pelo adversário a tomar uma posição concreta, Merkel apelou no entanto a alguma contenção, “porque 50% do povo turco está a contar com a Alemanha. E os confrontos eleitorais não podem ser um pretexto para cortar relações diplomáticas com a Turquia”.

Ou seja, a líder da CDU acabou por esvaziar os argumentos do adversário, que tem defendido um isolamento imediato de Ancara. O antigo presidente do Parlamento Europeu tinha apontado que “se o Estado alemão não consegue proteger cidadãos alemães que são detidos na Turquia, onde um líder autocrático manda deter pessoas arbitrariamente, a Alemanha tem mesmo de bloquear as negociações de adesão”.

De acordo com o canal ARD, por exemplo, Merkel foi mais convincente para 55% dos espetadores, enquanto o adversário se ficou pelos 35%.