Última hora

Merkel quer travar Turquia na UE

Merkel quer travar Turquia na UE
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia dominou o debate televisivo entre Angela Merkel e Martin Schulz. A atual chanceler declarou mesmo que as negociações para a adesão deste país à União Europeia devem ser travadas, marcando pontos num terreno político que o próprio Schulz pretendia demarcar.

Desafiada pelo adversário a tomar uma posição concreta, Merkel apelou no entanto a alguma contenção, “porque 50% do povo turco está a contar com a Alemanha. E os confrontos eleitorais não podem ser um pretexto para cortar relações diplomáticas com a Turquia”.

Ou seja, a líder da CDU acabou por esvaziar os argumentos do adversário, que tem defendido um isolamento imediato de Ancara. O antigo presidente do Parlamento Europeu tinha apontado que “se o Estado alemão não consegue proteger cidadãos alemães que são detidos na Turquia, onde um líder autocrático manda deter pessoas arbitrariamente, a Alemanha tem mesmo de bloquear as negociações de adesão”.

De acordo com o canal ARD, por exemplo, Merkel foi mais convincente para 55% dos espetadores, enquanto o adversário se ficou pelos 35%.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.