Donald Trump condena racismo com a mesma ambiguidade de Agosto

Donald Trump condena racismo com a mesma ambiguidade de Agosto
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
PUBLICIDADE

Donald Trump não cede às críticas sobre a sua ambiguidade na condenação dos grupos racistas e supremacistas nos Estados Unidos, mesmo depois de promulgar uma resolução do congresso sobre o ataque de Charlottesville, em Agosto.

O presidente assinou ontem um texto aprovado pelas duas Câmaras do Congresso que condena os “nacionalistas brancos, os grupos supremacistas, o Ku Klux Klan, os neo-nazis e todos os grupos que defendem o ódio”.

Mas, como em Agosto, Trump voltou a apontar culpas também aos militantes antifascistas, reafirmando, num comunicado da Casa Branca, “que também existem pessoas muito más no outro campo”.

Uma militante antiracista tinha sido morta em Charlottesville na sequência de um ataque com uma viatura conduzida por um simpatizante neo-nazi.

O presidente tinha chocado o país ao rejeitar o caráter terrorista da ação, apontando culpas também ao movimento antiracista, que não poupa críticas à atual política da Casa Branca.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Campanha de Kaepernick criticada por Trump já está a render à Nike

Acusações de racismo motivam boicote a Starbucks em Filadélfia

Primárias no Michigan: Biden vence corrida dos democratas e Trump triunfa entre republicanos