Última hora

Medhi Nemmouche quebra o silêncio

Medhi Nemmouche quebra o silêncio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mehdi Nemmouche, o franco-argelino que em 2014 atacou o Museu Judaico, em Bruxelas, e matou a tiro quatro pessoas, vai comparecer perante os juízes, esta quinta-feira, sob fortes medidas de segurança.

Segundo os advogados de defesa, Nemmouche, que sempre recusou falar com os investigadores, fará declarações importantes.

Durante cerca de dois anos o homem não compareceu fisicamente perante a Câmara do Conselho de Bruxelas.


Mehdi Nemmouche é acusado de homicídio num contexto de terrorismo e é o principal suspeito do ataque ao Museu Judaico na capital belga, no dia 24 de maio de 2014. Quatro pessoas morreram.

Três anos depois, a investigação está concluída. A Câmara do Conselho de Bruxelas terá, agora, de decidir para que tribunal irá encaminhar o processo.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.