Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Ilhas paradisíacas vivem inferno

Ilhas paradisíacas vivem inferno
Tamanho do texto Aa Aa

As Caraíbas são conhecidas pelas paisagens paradisíacas mas o cenário atual é desolador, com o furacão Maria a deixar bem vincada a sua passagem. Na Dominica, a destruição salta à vista e de acordo com os números avançados pelo primeiro-ministro do país, 15 pessoas morreram e 20 estão desaparecidas.

No Porto Rico, Donald Trump admitiu que a intempérie tinha obliterado por completo a ilha e os 3,4 milhões de habitantes ficaram sem eletricidade. De acordo com as rádios locais, a passagem do furacão provocou seis mortes. Com ventos de 250 km/h, trata-se da maior tempestade a atingir território porto-riquenho em 90 anos.

Já a República Dominicana escapou à ira do Maria e mesmo com fortes chuvas e ventos na ordem dos 195 km/h, não foram provocados danos de maior. Apesar de se prever um aumento de intensidade da tempestade, o Maria afasta-se do país rumo às Ilhas Turcas e Caicos e às Bahamas.