EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

CaixaBank transfere sede social de Barcelona para Valência

CaixaBank transfere sede social de Barcelona para Valência
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Decreto preparado pelo governo espanhol permite deslocalização da sede social de instituições financeiras sem a aprovação dos acionistas.

PUBLICIDADE

O CaixaBank vai mesmo transferir a sede social de Barcelona para Valência. O terceiro maior banco espanhol, dono do português BPI, reuniu um Conselho de Administração extraordinário para retirar-se da Catalunha, aproveitando o decreto do governo espanhol que permite a deslocalização de instituições financeiras sem a aprovação dos acionistas.

Recorde-se que já o banco catalão Sabadell tinha anunciado a mudança para Alicante. Os especialistas não se cansam de alertar para os riscos inerentes.

“A queda das obrigações espanholas, a subida das taxas de juro, o aumento dos prémios de risco e o possível bloqueio dos investimentos estrangeiros na Catalunha e em Espanha são os grandes perigos que esta situação económica e política comporta”, salienta Rafael Sambola, professor de Economia da EADA.

As dúvidas que não param de se multiplicar produzem um eco particular no meio empresarial. Fomos perguntar a opinião de dois empreendedores presentes na Semana da Indústria catalã.

“Ninguém sabe o que vai acontecer com o futuro da Catalunha – nem dentro, nem fora de Espanha -, ninguém sabe o que os políticos vão decidir. Isso faz com que os empresários estejam a tentar proteger os interesses das suas companhias e procurar a segurança perante uma situação de incerteza. Temos de jogar pelo seguro”, dizia Víctor Serrano.

“O nosso trabalho é fazer avançar as empresas e seguir em frente, tentando transmitir o máximo de confiança possível e passar a ideia de que isto vai resolver-se de forma pacífica, racional e ponderada, que era o que deviam ter feito”, apontava Carles Ramírez.

Os anúncios do CaixaBank e do Sabadell permitiram inverter a queda do valor em bolsa de ambas as instituições que se vinha agravando nos últimos dias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha recusou autorização para escala a navio que transportava armas para Israel

Vitória socialista nas eleições catalãs põe fim ao domínio pró-independência

Um arquiteto juntou-se a 17 famílias e nasceu a primeira cooperativa de habitação em Madrid