EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

ONU foge aos vampiros e retira funcionários do sul do Malawi

ONU foge aos vampiros e retira funcionários do sul do Malawi
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Grupos que acusam pessoas de vampirismo fazem buscas e bloqueiam estradas.

PUBLICIDADE

A ONU disse ter retirado funcionários de dois distritos no sul do Malawi, onde a busca por vampiros levou á violência que provocou a morte de 5 pessoas.

O Malawi é um dos países mais pobres do mundo onde as crenças relacionadas com a feitiçaria são bastante comuns nas zonas rurais.

O Departamento de Segurança e Segurança da ONU disse que os distritos de Mulanje e Phalombe foram “severamente afetados pelas histórias sobre sugação de sangue e pela possível existência de vampiros”.

Em 2002, o Malawi também assistiu a uma onda de violência relacionada com vampiros.

De acordo com a Amnistia Internacional, os ataques a pessoas com albinismo, devido a estas mesmas crenças, também se estavam a transformar numa “crise dos direitos humanos”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

ONU confirma a detenção de 11 funcionários no Iémen

Rebeldes Houthi detêm pelo menos 9 membros da ONU, dizem as autoridades

Prosseguem os combates em Gaza apesar da decisão do TIJ que obriga Israel a pôr termo à ofensiva em Rafah