Última hora

Alegações de assédio sexual: as instituições da UE não ficam de fora

Alegações de assédio sexual: as instituições da UE não ficam de fora
Tamanho do texto Aa Aa

Esta semana no Estado da União: Membros do Parlamento Europeu juntaram-se à vasta campanha contra assédio e agressão sexual. Ao mesmo tempo, quer Membros do Parlamento Europeu quer funcionários começaram a aprtilhar as histórias pessoais. O debate faz-se entre alegações de uma cultura de silêncio nas instituições da União Europeia sobre assédio, agressão sexual e violação com o intuito de proteger a reputação institucional.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.