Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Movimento #MeToo ganha força na Europa

Movimento #MeToo ganha força na Europa
Tamanho do texto Aa Aa

“Solidariedade com as mulheres de todo o mundo.” Palavras ouvidas, este domingo, em Paris, mas também em Marselha e em Lyon. Centenas de pessoas manifestaram-se em várias cidades francesas contra o assédio sexual de que são alvo as mulheres. A iniciativa tem por objetivo incentivar as vítimas a denunciar os agressores.

“Hoje sim às mulheres porque estão unidas e porque unidas são mais fortes. Quando estão juntas é mais fácil denunciar e reunir outras pessoas à volta da questão” revela a organizadora, Carol Galand.

No ano passado, as diferentes formas de agressões provocaram a morte a 123 mulheres em França. “Penso muito na minha filha e na minha neta. E, claro, penso também noutras pessoas da minha família. Penso nas diferentes gerações. É preciso parar com isto porque não somos objetos” refere uma manifestante. Outra adianta: “É importante que as mulheres e, mesmo, os homens agredidos possam falar livremente e que esta questão deixe de ser tabu.”

Manifestações que ganharam força com o escândalo de Harvey Weinstein, o produtor norte-americano que durante anos terá assediado dezenas de actrizes. Muitas decidiram, recentemente, dar a cara impulsionando o movimento hastag #MeToo.