Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Carles Puigdemont "disposto a colaborar com autoridades belgas"

Carles Puigdemont "disposto a colaborar com autoridades belgas"
Tamanho do texto Aa Aa

O presidente deposto do Governo regional catalão, Carles Puigdemont, afirmou-se disposto a “cooperar plenamente” com a justiça belga no âmbito do mandado europeu de detenção emitido esta semana pela justiça espanhola.

O antigo governante e alguns membros do executivo regional foram para a Bélgica, depois da destituição da Generalitat, decidida pelo Governo de Madrid após a declaração unilateral de independência.

A meio da semana, alguns deles regressaram a Espanha, mas Puigdemont e outros membros da sua equipa não.

O Ministério Público belga confirmou ter recebido mandados de detenção de Puigdemont e outros quatro antigos governantes, cabendo agora a um juiz a decisão de os mandar prender ou não.

Uma vez que seja designado um juiz de instrução e os “interessados sejam encontrados e levados perante o juiz, este terá 24 horas para tomar uma decisão” sobre as Ordens Europeias de Detenção e Entrega.

Na quinta-feira, o Ministério Público espanhol pediu à Audiência Nacional para emitir um mandado europeu de detenção contra Carles Puigdemont.

Os ex-membros do governo regional da Catalunha estão a ser acusados dos delitos de rebelião, sedição e desvio de fundos, arriscando-se a penas que poderão ir até 30 anos de prisão.

Com Lusa