EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Louis C.K. pede desculpas por má conduta sexual

Louis C.K. pede desculpas por má conduta sexual
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em comunicado, o comediante norte-americano confirmou as denúncias de cinco mulheres.

PUBLICIDADE

Louis C.K. admitiu ter tido uma má conduta sexual e pediu desculpas.

Em comunicado, o comediante norte-americano confirmou as denúncias de cinco mulheres, divulgadas na quinta-feira pelo jornal The New York Times, que o acusam de se ter masturbado em frente delas ou ao telefone.

On Friday, Louis C.K. expressed remorse over accounts of sexual misconduct detailed in The Times https://t.co/v7NSyNoHpL

— The New York Times (@nytimes) November 10, 2017

C.K. confessou que “estas histórias são verdadeiras”. O comediante admitiu ter exercido, como disse, “de forma irresponsável” o poder que tinha sobre as mulheres que trabalharam com ele.

“Na altura, disse a mim próprio que o que fazia era aceitável porque nunca mostrei o meu pénis a uma mulher sem pedir primeiro, o que é verdade. Mas o que aprendi mais tarde na vida, demasiado tarde, é que quando tens poder sobre outra pessoa, pedir-lhe que olhe para o teu pénis não é um pedido. É uma situação difícil”, afirmou.

O também ator e guionista disse, ainda, estar arrependido das suas ações e que tentou aprender com elas.

Entre as denúncias publicadas pelo The New York Times estão as das comediantes Dana Min Goodman e Julia Wolov. Ambas contaram que C.K. se despiu e masturbou à frente delas em 2002, depois de as convidar para o seu hotel, depois de um espetáculo.

Exclusive: 5 women tell NYT that Louis C.K. crossed a line into sexual misconduct https://t.co/GYl09W0uW2

— The New York Times (@nytimes) November 9, 2017

Outras duas mulheres afirmam que o comediante lhes pediu autorização para se masturbar à frente delas, o que terão recusado. Outra afirmou ter ouvido C.K. a masturbar-se enquanto falavam ao telefone.

Louis C.K. diz estar arrependido de ter magoado outras pessoas e que planeia afastar-se e “passar um longo tempo a ouvir”.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden chama nações "xenófobas" à Índia e Japão

EUA: estudantes universitários são presos por protestos pró-palestinos

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"