EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Oumuamua fascina cientistas

Oumuamua fascina cientistas
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Com cerca de 400 metros de comprimento, o primeiro objeto interestelar detetado é cerca de dez vezes mais comprido do que largo. Os investigadores admitem que tenha uma composição rochosa ou com elevado conteúdo em metais.

PUBLICIDADE

Detetado em outubro, o misterioso objeto em forma de charuto é afinal originário de um outro sistema solar. Essa é pelo menos a convicção dos cientistas exposta num artigo publicado pela revista Nature. Uma conclusão assente, entre outros, na forma, no brilho e nos cálculos da órbita do asteroide Oumuamua como foi batizado e que significa mensageiro.

Com cerca de 400 metros de comprimento, o primeiro objeto interestelar detetado é cerca de dez vezes mais comprido do que largo. Os investigadores admitem que tenha uma composição rochosa ou com elevado conteúdo em metais.

Dois telescópios espaciais da NASA – Hubble e Spitzer – estão no encalce do Mensageiro. As observações vão continuar até que o asteroide seja praticamente indetetável, o que deve acontecer em meados de dezembro

Esta segunda-feira, o asteroide viajava a uma velocidade superior a 38 quilómetros por segundo e encontrava-se a cerca de 200 milhões de quilómetros da Terra.

Jeremy Wilks/Euronews:“Este asteroide está a fascinar os cientistas, que nunca viram nada parecido. E para já não têm ideia como terá sido formado. Mas há outras questões. Os asteroides são por norma bastante ativos e é comum verem-se vapores à superfície. Mas isso não acontece com este. É bilhete só de ida ao nosso sistema solar e é tempo para descobrir mais”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Conheça a mulher que está a quebrar barreiras na liderança da indústria espacial na Azercosmos

Agência Espacial Europeia selecionou cinco novos astronautas entre mais de 20 mil candidatos

Depois do cancelamento na semana passada, nave espacial russa descola do Cazaquistão