A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tribunal de Estugarda condena clã Schlecker a dois anos de prisão

Anton Schlecker in tribunale prima del verdetto
Anton Schlecker in tribunale prima del verdetto -
Direitos de autor
REUTERS/Michaela Rehle
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

De magnata do retalho à prisão.

Anton Schlecker, o antigo dono das drogarias Schlecker, foi condenado, esta segunda-feira (27 de novembro), a dois anos de prisão, com pena suspensa por falência fraudulenta. 

O tribunal de Estugarda, no sudoeste da Alemanha, condenou também os filhos do empresário, Lars e Meike, a dois anos e nove meses e a dois anos e oito meses de prisão, respetivamente.

O patriarca de 73 anos terá, ainda, de pagar uma coima de 54 mil euros.

O Ministério Público germânico tinha pedido a prisão dos três membros do clã Schlecker, acusando-os de desviarem mais de 20 milhões de euros, da empresa, antes de declarar falência em 2012, atirando para o desemprego mais de de 25 mil trabalhadores.