Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Gattuso exigente na hora da apresentação no Milan

Gennaro Gattuso
Gennaro Gattuso
Tamanho do texto Aa Aa

Desde a saída de Massimiliano Allegri, em 2014, já passaram cinco treinadores pelo banco do Milan. Clarence Seedorf, Filippo Inzaghi, Siniša Mihajlović, Cristian Brocchi e Vincenzo Montella, isto sem contar com Mauro Tassotti, que orientou a equipa durante um jogo após a saída de Allegri.

Gennaro Gattuso é o senhor que se segue e reforça a tendência do clube para apostar em velhas glórias dos "rossoneri". O antigo médio era o treinador da equipa sub-19 do clube milanês e apesar das acusações de falta de experiência, garante estar preparado:

"Pelo que tenho lido na imprensa, parece que só treinei nas camadas jovens mas a verdade é que já orientei mais de 100 jogos profissionais em três países diferentes, três campeonatos distintos. Tenho de mostrar que estou à altura com resultados e tenho noção que esta equipa pode ter sucesso."

O Milan gastou perto de 200 milhões de euros em reforços no verão passado e André Silva foi uma das caras novas. Para Gattuso é obrigatório ser exigente. Para o novo treinador, nem podia ser de outra forma, ou não tivesse um plantel com 16 internacionais que "podem e têm de fazer mais."

O atacante contratado ao FC Porto foi um dos alvos do italiano, que considera que o português "tem grande qualidade mas é preciso que jogue mais para a equipa"

O primeiro teste para Gattuso tem tudo para correr bem, domingo frente ao Benevento, clube que perdeu todos os jogos efetuados na Serie A.